Mestre Irineu - Francisca Mendes

WWW.MESTREIRINEU.ORG

 

Quando eu era criança, eu tinha uns nove anos, perto da casa onde eu morava na Cris Perét (bairro de Rio Branco) tinha umas senhoras. Eu lembro que elas eram do Ceará. Aí, quando era mês de maio, tinha uma novena. Essas senhoras tiravam o terço e rezavam, e logo depois cantavam. Eu me lembro bem que elas eram do Ceará, já velhinhas de idade. Quando terminava o terço da novena, elas cantavam o Bendito da Sexta-Feira Santa. Eu gostava de ir. Criança mesmo, eu fui e aprendi esse Bendito na memória. Tem até uma história que esse Bendito foi recebido pelo Padre Cícero, eu não tenho certeza.


Quando foi um dia, já na doutrina com o Mestre Irineu, eu lembrei de cantar pra ele ouvir. Era próximo à Semana Santa, ele achou muito bonito e pediu pra eu ficar cantando dali pra frente. Todas as Semanas Santas, era vez de cantar ele na sede. Era na abertura do terço, no intervalo e na hora de fechar o trabalho.